Saltar para conteúdo
Índice Sintético de Desenvolvimento Regional - 2016

Índice Sintético de Desenvolvimento Regional - 2016

Última atualização a 26-06-2018
Competitividade com maior nível de disparidade inter-regional entre as três componentes do desenvolvimento regional
 
Em 2016, de acordo com os resultados do índice sintético de desenvolvimento regional, quatro das 25 regiões NUTS III portuguesas superavam a média nacional em termos de desenvolvimento regional global – as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, a Região de Aveiro e o Cávado.
 
O Índice Sintético de Desenvolvimento Regional (ISDR) baseia-se num modelo concetual que privilegia uma visão multidimensional do desenvolvimento regional, estruturando-o em três componentes: competitividade, coesão e qualidade ambiental.
 
Com a divulgação dos resultados relativos a 2016, o INE dá continuidade ao ciclo de produção da versão 2 do ISDR, contemplando uma série de dados relativos ao período 2011-2016, correspondentes ao referencial da organização das NUTS III instituído pelo Regulamento (UE) n.º 868/2014 da Comissão, de 8 de agosto (NUTS-2013).
 
 
Consulte aqui o Destaque
 
26/06/2018
Classifique este conteúdo: Média:0